O sistema robótico tem quatro braços e uma câmera com visão em 3D. As imagens de alta resolução (1080 pixels) são transmitidas de dentro do corpo do paciente para o cirurgião, ampliadas em 10x com o máximo detalhamento do plano dos tecidos.

O profissional opera confortavelmente sentado em um console, usando uma espécie de joystick para controlar os braços do robô. Os movimentos humanos de mãos e pulsos são reproduzidos com precisão pelo equipamento e a dinâmica é similar a de uma cirurgia aberta, com a diferença de permitir trabalhar por meio de pequenas incisões, característica dos procedimentos minimamente invasivos.

A cirurgia robótica tem trazido alternativas de intervenção há poucos anos indisponíveis no país, além de muitos benefícios aos pacientes. É o compromisso do Hospital Samaritano com a incorporação dos altos padrões científicos e tecnológicos que possibilitam o melhor cuidado com a vida.